Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Dezembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
1
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
 
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > O Priolo e o seu Habitat > O Priolo
imprimir

O Priolo

Nome Cientifico: Pyrrhula murina

Nome Comum: Priolo

Família: Fringillidae

Ordem: Passeriforme

Descrição: Mede entre 15 e 17 cm e pesa cerca de 30 g. Tem a cabeça, asas e cauda pretas, enquanto que nos juvenis a cabeça é castanha. A barra a meio da asa e a zona do uropígio são acinzentadas. Os dois sexos são idênticos. No Verão alimenta-se essencialmente em zonas abertas e no Inverno permanecem na floresta nativa de altitude. Reproduz-se na floresta Laurissilva, entre os meses de Junho até ao final de Agosto.


Voz: O chamamento é um assobio curto, flautado e melancólico bastante distintivo.


Distribuição: O Priolo é uma espécie de ave endémica da ilha de São Miguel, mais especificamente da zona montanhosa localizada a leste desta ilha, que abrange os concelhos do Nordeste e da Povoação. A população actual está estimada em cerca de 775 indivíduos*, limitada a fragmentos de vegetação nativa ainda existentes. Trata-se do passeriforme mais ameçado de extinção em toda a Europa.

Fig. 2 - Ilha de São Miguel com a representação da Zona de Protecção Especial (ZPE) Pico da Vara / Ribeira do Guilherme.

 

O mapa seguinte ilustra a modelação do relevo existente na ZPE Pico da Vara / Ribeira do Guilherme, com a indicação dos principais picos, assim como as observações de Priolo efectuadas em 2003 (pontos amarelos) a partir dos transectos (linhas a negro) numerados (a branco):
Fig. 3 - Transectos realizados no âmbito do censo anual da população de Priolo, numerados de 1-12, com as detecções de Priolos obtidas durante o censo de 2003 assinaladas a amarelo.

Dieta: A dieta do Priolo tem como base diversos tipos de vegetação e varia mensalmente conforme novas plantas vão florindo e produzindo sementes (ver figura 4). Sete tipos de alimentos são consumidos ao longo do ano: sementes de herbáceas, invertebrados, sementes de arbustos (bagas), sementes de árvores, esporângios e frondes de fetos, ápices vegetativos de musgos e, finalmente, botões florais. Ao longo do ano, o Priolo ingere os seguintes alimentos:

  • Maio a Setembro: (sementes de herbáceas): Polygonum capitatum, Prunella vulgaris, Hypericum humifusum, Scrophularia auriculata, Luzula azorica (Sargasso) e Leontondon rigens (Patalugo).
  • Agosto a Dezembro: (sementes de frutos): Vaccinium cylindraceum (Uva-da-Serra), Rubus sp. (Silvado) e Leycesteria formosa.
  • Novembro a Março: (sementes de árvores e sori de fetos): Clethra arborea (Cletra), Woodwardia radicans (Feto-do-botão) e Culcita macrocarpa (Feto-do-cabelinho).
  • Março a Maio: (botões florais, frondes e esporângios de fetos e extremidades vegetativas de musgo): Ilex azorica (Azevinho), Prunus azorica (Ginja-do-Mato), Osmunda regalis (Feto-real), Pteridium aquilinum (Feto-comum) e Polytrichum sp.
  • Maio a Julho: invertebrados (Hemiptera) a eclodir em folhas de Laurus azorica (Louro).

Fig. 4 - Ciclo anual com os principais alimentos consumidos pelo Priolo.

Estatuto de protecção: O Priolo é uma espécie protegida pela Directiva Europeia das Aves e encontra-se incluída em várias listas de animais ameaçados, quer ao nível nacional (Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal), quer ao nível internacional (IUCN Red List of Threatened Animals), razão pela qual foi criada a Zona de Protecção Especial (ZPE) Pico da Vara / Ribeira do Guilherme (Sítio da Rede Natura 2000), que abrange toda a área de distribuição da espécie, visando assim a sua protecção e conservação. A BirdLife International considera o Priolo como uma espécie “globalmente ameaçada de extinção”.

* Ceia, R. 2008. Monitorização da população de Priolo. Relatório da acção F6 do Projecto LIFE Priolo. Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Lisboa.



voltar



Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com